Prefeitura reforça a proteção de crianças e adolescentes durante o Carnaval

A Secretaria Municipal de Assistência Social, Segurança Alimentar e Cidadania e o Conselho Municipal de Direitos das Crianças e Adolescentes reforçam, durante o período de Carnaval, campanhas de conscientização pela proteção desse público no município. O “Carnaval da Proteção” entra na avenida pelo enfrentamento do trabalho infantil, combate à violência sexual e propondo uma reflexão sobre o consumo de álcool antes dos 18 anos.

Uma ação de panfletagem na Praça Rio Branco (rua Paulo de Frontin), no Centro, nesta sexta-feira, dia 21, marca o início das atividades que se estendem por todo o período momesco. A partir das 9h, atores municipais envolvidos na proteção de crianças e adolescentes distribuirão adesivos, máscaras e panfletos com informações e instruções para fazer denúncias durante a folia. O objetivo da ação é conscientizar turistas e belorizontinos para os riscos de uma infância desprotegida, além de apresentar a rede de defesa de crianças e adolescentes, que estará em atuação durante o Carnaval.

Na manhã de domingo, dia 23, o Carnavalzinho, momento dedicado às crianças e adolescentes no Parque Municipal, tem shows de blocos e bandas infantis, e também recebe ações de conscientização com mobilização do público e distribuição de máscaras carnavalescas.

Os pontos de atendimento ao turista também serão estratégicos para multiplicar a campanha do Carnaval da Proteção. Adesivos serão distribuídos aos foliões para reforçar as mensagens: álcool não combina com crianças e adolescentes; o abuso e a exploração sexual de crianças e adolescentes são crimes; e trabalho infantil, nem de brincadeira!

Todos os Centros Culturais e Centros de Referência de Assistência Social, nas nove regionais da cidade, serão multiplicadores da campanha na cidade, descentralizando o Carnaval da Proteção e garantindo que mais famílias se informem sobre o assunto.

A secretária municipal de Assistência Social, Segurança Alimentar e Cidadania, Maíra Colares, explica que o trabalho de proteção de crianças e adolescentes acontece ao longo do ano e que é importante reforçar a conscientização durante grandes eventos.

“Essa estratégia é importante para a proteção de direitos desse público, que pode sofrer violações de direitos durante o Carnaval. Alertar foliões, turistas, donos de bares, restaurantes, e hotéis, assim como as forças de segurança, é essencial”.
 


Plantão

O Conselho Tutelar estará de plantão em tempo integral para atender os chamados. Em caso de suspeita ou confirmação de violação dos direitos de crianças e adolescentes, o Conselho deve ser acionado imediatamente pelo telefone (31) 3277-1912 ou pelo disque 100.

Faça um comentário

Horti Mix

Sicoob