Museu Casa kubitschek comemora 8 anos com catálogo de bordadeiras

Museu Casa kubitschek comemora 8 anos com catálogo de bordadeiras

A Secretaria Municipal de Cultura, a Fundação Municipal de Cultura e o Instituto Periférico promovem o lançamento do catálogo “Bordando Memórias – Aves da Pampulha”, como parte da comemoração dos 8 anos do Museu Casa Kubitschek. Essa publicação, que será disponibilizada em formato virtual, é fruto do trabalho das bordadeiras que participam do “Bordando Memórias”, projeto realizado pelo Museu desde 2017.  

Por meio deste projeto, o museu reúne bordadeiras interessadas em investigar e bordar temas relacionados ao espaço museal e ao patrimônio da Pampulha. O catálogo estará disponível para download gratuito no site www.pampulhaterritoriomuseus.com.br, a partir de 11 de setembro, às 11h. Essa ação integra a programação do Pampulha Território Museus. 

Ao todo, 74 aves foram bordadas por 62 bordadeiras. Muitas aves de espécies residentes na região e outras de hábitos migratórios. Na delicadeza dos bordados, materializa-se não só a diversidade das aves da Pampulha, mas também a sensibilidade das bordadeiras, suas memórias, suas referências culturais, suas narrativas e seus saberes. 

Fabíola Moulin, secretária municipal de cultura, destaca que “o catálogo Aves da Pampulha é parte de um importante projeto que o Museu Casa Kubitschek desenvolve com sucesso junto à comunidade. Por meio de um grupo de bordado, os trabalhos manuais e a experiência das participantes são colocados em diálogo com o acervo do museu e com temáticas importantes à Pampulha.” 

Museu Casa Kubitschek 

O Museu Casa Kubitschek (MCK) integra o Conjunto Moderno da Pampulha e tem como sede a casa modernista construída para ser residência de fim de semana do então prefeito Juscelino Kubitschek (1940-1945). Marco da arquitetura moderna dos anos 1940, a casa projetada por Oscar Niemeyer é cercada por exuberante jardim planejado pelo paisagista Roberto Burle Marx, em terreno de aproximadamente 3 mil metros quadrados. 

O museu foi inaugurado em 2013, com o objetivo de oferecer ao público experiências reflexivas e sensíveis no campo do paisagismo, da arquitetura residencial, dos modos de morar e da história da Pampulha, por meio da realização das ações de aquisição, conservação, investigação e difusão de acervos referenciados no movimento modernista e na ocupação da região da Pampulha.

Faça um comentário

Pedro Franco

Jornalista. Diretor e Editor Chefe do Jornal Da Comunidade.