Jardim Zoológico de Belo Horizonte comemora dias mundiais do leão e do elefante

Para marcar o Dia Mundial do Leão (10/8) e o Dia Mundial do Elefante (12/8), neste fim de semana, o Jardim Zoológico de Belo Horizonte vai oferecer aos visitantes atividades de educação ambiental para debater temas importantes ligados à preservação dessas espécies. Atualmente, o Zoo conta com dois leões, Hanna e Lolek, e três elefantes-africanos, as fêmeas Beré e Axé, e o macho Jamba.

No dia 10 de agosto, nas proximidades do recinto do leão, a Fundação vai promover um bate-papo sobre a espécie, das 10h às 11h30 e 13h30 às 15h. Já na terça-feira (13/8), os visitantes poderão aprender sobre os elefantes das 9h30 às 11h e 14h às 15h30. O objetivo é sensibilizar as pessoas sobre os desafios para a preservação das espécies e apresentar curiosidades sobre os animais.

Durante cada atividade serão apresentados os indivíduos que vivem no Zoo da capital mineira: uma oportunidade para esclarecimento de dúvidas sobre a procedência dos animais e sobre como é realizado seu manejo. Além de ser um momento para alertar sobre as principais ameaças que as espécies enfrentam na natureza, o objetivo das atividades é levar as pessoas a refletirem sobre a importância dos zoológicos na conservação da fauna.

O leão Lolek chegou ao Zoo da Fundação em janeiro de 2018. Antes o felino vivia no Zoológico de Dortmund, na Alemanha. A chegada do animal a Belo Horizonte é resultado de uma ampla rede de cooperação entre zoológicos do mundo todo, que vêm passando, nos últimos anos, por uma evolução de conceitos e estratégias. Essa mudança de posicionamento das instituições, ou seja, a sua transformação em centros de conservação da fauna, busca reforçar junto à população mundial o fato de os zoológicos terem, primordialmente, a função de preservar as espécies, e não apenas de proporcionar lazer e exposição dos animais ao público.

Faça um comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Horti Mix

Sicoob