Equipes garantem proteção social nas nove regionais de Belo Horizonte

Equipes garantem proteção social nas nove regionais de Belo Horizonte

Equipes da Prefeitura de Belo Horizonte têm atuado para garantir proteção integral às famílias atingidas pelas fortes chuvas que atingiram a cidade neste fim de semana. Ações de sensibilização e ajuda humanitária foram empreendidas com a intenção de minimizar os danos causados.

O trabalho de prevenção e sensibilização das famílias em áreas de risco contou com servidores da Subsecretaria de Assistência Social, da Secretaria Municipal de Saúde, Companhia Urbanizadora e de Habitação de Belo Horizonte (Urbel) e Defesa Civil. Mais de 300 trabalhadores estiveram envolvidos nas abordagens nas nove regionais da cidade. 

“As equipes da Secretaria Municipal de Assistência Social, Segurança Alimentar e Cidadania têm atuado de forma incansável, em parceria com Defesa Civil, Saúde e Urbel, no sentido de garantir toda a proteção social e retaguarda para as famílias afetadas pelas chuvas. Nosso trabalho foi prévio com a intenção de preservar a vida dos moradores das áreas afetadas, mas também no sentido de apoiá-los em caso de danos humanos ou materiais. Atuamos na acolhida e orientação dessas famílias, garantindo a integralidade do suporte neste momento”, disse a secretária municipal de Assistência Social, Segurança Alimentar e Cidadania, Maíra Colares.

Desde o último domingo, as equipes realizaram contatos com famílias referenciadas nos serviços municipais, ações de porta a porta nas áreas de risco e áreas próximas às manchas de inundação. Cerca de 500 cadastros foram realizados com a intenção de identificar as necessidades de cada família atingida pelas chuvas. 

Kits de ajuda humanitária foram oferecidos pela Defesa Civil e distribuídos pelas equipes sociais nos territórios. Durante a última semana, mais de 1.100 colchões foram entregues para pessoas que precisaram deixar suas casas e seguir para a casa de amigos ou familiares. Também foram entregues cobertores e lençóis. Para as famílias que não contavam com a opção de acolhimento em rede pessoal a Prefeitura garantiu 500 vagas de abrigamento e alimentação para as famílias em uma pousada. Mais de 220 pessoas foram acolhidas e, até o momento, 160 pessoas permanecem no acolhimento.

As equipes da Subsecretaria de Segurança Alimentar também ampliaram suas atividades para garantir assistência alimentar às famílias atingidas e às equipes em campo. No Restaurante Popular, 40 colaboradores atuaram na produção de 4.933 marmitex entregues até a tarde deste domingo, dia 26, nos territórios e Postos de Comando instalados próximos às áreas atingidas. Além das refeições, 1.153 cestas básicas foram montadas e distribuídas, junto com os kits humanitários, às famílias.

Faça um comentário

Pedro Franco

Jornalista. Diretor e Editor Chefe do Jornal Da Comunidade.