Chuva deixa rastro de destruição em BH e Defesa Civil faz alerta para os próximos dias

Chuva deixa rastro de destruição em BH e Defesa Civil faz alerta para os próximos dias

As chuvas entre 18h às 21h de ontem (18) causaram uma série de estragos em Belo Horizonte. O Corpo de Bombeiros foi acionado pelos moradores para casos de desabamento, enchente e vistoria em várias regiões da capital. Segundo a Defesa Civil, até às 23h, choveu mais da metade do esperado para os 31 dias de outubro em Belo Horizonte. Com isso, a instituição emitiu um alerta de risco geológico para todas as regionais até quarta-feira (20)

Um levantamento de acumulado de chuvas, em milímetros (mm), emitido pela Defesa Civil de BH às 23h dessa segunda-feira (18), mostra que nas últimas 7 horas e 30 minutos choveu metade do esperado para todo o mês de outubro em BH. A região Leste é a que mais se destaca, já que chegou a chover mais do que o esperado para o mês inteiro. Em seguida, vem a região Nordeste e Oeste; Noroeste; Pampulha; Centro-Sul; Norte e Barreiro. Já Venda Nova foi a única regional que registrou menos da metade das chuvas para o mês.

No acumulado de outubro, na região Leste já choveu mais que o dobro do esperado para o mês inteiro (212,4mm/220,4%), assim como na Noroeste (230,8mm/202,9%). Esse número quase foi alcançado também na Pampulha (208,9mm/199,2%), no Barreiro (205,6mm/196,4%) e na região Oeste (203mm/193,9%). As regionais Nordeste (183mm/174,8%), Centro-Sul (175,mm/168%), Venda Nova (152,2mm/145,4%) e Norte (140,6mm/134,3%) vêm logo em seguida no levantamento. No total, todas já tiveram mais precipitação do que esperado para o mês.

Ocorrências em BH

Como já de costume, a chuva espalhou estragos pela capital e mobilizou o Corpo de Bombeiros, que precisou atender várias ocorrências desde o começo da noite até o final do dia.

Os acionamentos foram de vários tipos: desde desabamentos que destruíram parcialmente casas no bairro Taquaril e no bairro Novo São Lucas, até uma queda de poste que bloqueou o trânsito no bairro Padre Eustáquio e um foco de inundação que assustou motoristas no Coração Eucarístico e na Via

Os bombeiros precisaram realizar uma vistoria na Maternidade Santa Fé, no bairro Horto, localizado na região que mais choveu na capital ontem, depois que um teto de gesso caiu em um cômodo da recepção do hospital. Não houve vítimas, mas os militares se deslocaram por volta das 20h para verificar se não havia risco iminente estrutural no teto.

Uma outra unidade hospitalar precisou de vistoria, desta vez no bairro Padre Eustáquio, na região Noroeste. No segundo andar do Hospital Humberto Cavalcanti, rachaduras antigas da construção se potencializaram por conta da chuva – o que necessitou de um preventivo dos bombeiros, por volta de 20h30, que acionaram a Defesa Civil caso fosse preciso deslocar os pacientes.

A partir das 20h40, não houve novos chamados dos bombeiros. Em Betim, onde houve pelo menos dois acionamentos durante a noite, a água já tinha abaixado nesse horário. Não houve nenhum registro de vítimas em BH e região metropolitana em ocorrências relacionadas às chuvas.

Chuva em Minas Gerais

De 6h de ontem até 6h de hoje (19), o Corpo de Bombeiros atendeu pelo menos 57 chamadas em todo o estado. Houve registro de ocorrências relacionadas a vistorias em risco de alagamento, enxurradas e deslizamento. Também houve o empenho dos bombeiros em ocorrências relacionadas a árvores caídas em via pública e salvamento de pessoas ilhadas.

Em Ouro Preto, na região Central do estado, houve elevação do rio Maracujá, o que afetou residências e gerou alagamento em algumas vias no distrito de Aramantina. Segundo a corporação, os bombeiros estiveram no local e auxiliaram famílias que estavam ilhadas, durante o final da noite de ontem e início da madrugada de hoje.

Inundações em Ouro Preto (Reprodução/Redes Sociais)

Alerta para os próximos dias!

Risco Geológico

Somente Venda Nova está com risco geológico moderado (Defesa Civil de BH/Divulgação)

Segundo a Defesa Civil de BH, em virtude da chuva nas últimas 24 horas e a tendência de novas chuvas, existe a possibilidade de risco geológico alto em Belo Horizonte até amanhã. Recomenda-se atenção no grau de saturação do solo e nos sinais construtivos. O risco é forte em todas as regionais, exceto em Venda Nova, que está com risco moderado.

RECOMENDAÇÕES:
⠀⠀⠀

  • Coloque calha no telhado da sua casa.
  • Conserte vazamentos em reservatórios e caixas-d’água.
  • Não jogue lixo ou entulho na encosta.
  • Não despeje esgoto nos barrancos.
  • Não faça queimadas.
    ⠀⠀
    SINAIS DE QUE DESLIZAMENTOS PODEM ACONTECER:
    ⠀⠀
  • Trinca nas paredes.
  • Água empoçando no quintal.
  • Portas e janelas emperrando.
  • Rachaduras no solo.
  • Água minando da base do barranco.
  • Inclinação de poste ou árvores.

Alerta de chuva

Há possibilidade de pancadas de chuva (20 a 40 mm) com raios e rajadas de vento em torno de 50 km/h até 8h de quarta-feira (20). Nesta terça-feira (19) a previsão meteorológica indica que o dia será de céu encoberto a nublado com pancadas de chuva a qualquer hora que podem vir acompanhadas de raios e rajadas de vento ocasionais, além de declínio de temperatura diurna. A temperatura mínima foi de 16 °C, a máxima estimada é de 22 °C e a umidade relativa mínima do ar em torno de 80% à tarde.

RECOMENDAÇÕES DURANTE A CHUVA:

  • Redobre a sua atenção! Evite áreas de inundação e não trafegue em ruas sujeitas a alagamentos ou perto de córregos e ribeirões nos momentos de forte chuva.
  • Não atravesse ruas alagadas nem deixe crianças brincando nas enxurradas e próximo a córregos.
  • Não se abrigue nem estacione veículos debaixo de árvores.
  • Atenção especial para áreas de encostas e morros.
  • Nunca se aproxime de cabos elétricos rompidos. Ligue imediatamente para CEMIG (116) ou Defesa Civil (199).
  • Se notar rachaduras nas paredes das casas ou o surgimento de fendas, depressões ou minas d’água no terreno, avise imediatamente a Defesa Civil.
  • Em caso de raios, não permaneça em áreas abertas nem use equipamentos elétricos.

Emissão de alerta no celular

Os moradores de Belo Horizonte podem receber os alertas de risco de chuvas fortes, granizo, tempestades, vendavais, alagamentos, risco de deslizamentos de terra e outros fenômenos meteorológicos por SMS. Para se cadastrar, basta enviar uma mensagem de texto com o CEP da sua rua para o número 40199 e uma mensagem de confirmação será enviada na sequência. O serviço não tem custo.

A população também pode acompanhar os alertas e as recomendações da Subsecretaria de Proteção e Defesa Civil por meio do Instagram, Twitter, Facebook e pelo canal público do Telegram no endereço: defesacivilbh.

Fonte: BHAZ https://bhaz.com.br/noticias/bh/chuva-deixa-rastro-destruicao-em-bh-defesa-civil-faz-alerta-proximos-dias/

Faça um comentário

Pedro Franco

Jornalista. Diretor e Editor Chefe do Jornal Da Comunidade.