BHTrans dá continuidade às ações do movimento Maio Amarelo

Dando continuidade à programação do movimento internacional Maio Amarelo, a Prefeitura, por meio da BHTrans, promove ações de educação e segurança no trânsito na semana dos dias 13 a 18/5.  O Maio Amarelo está na sexta edição e o tema escolhido este ano foi No Trânsito, o Sentido é a Vida, que convida a sociedade a refletir sobre uma nova forma de encarar a mobilidade, chamando a atenção de todos para o alto índice de mortos e feridos no trânsito em todo o mundo e a necessidade de reduzir esses números.

Confira as ações da semana:

Ações da semana

Data

Evento

Horário

Local

13/5

Programa Caravana

8h

E.E. Nossa Senhora do Belo Ramo

14h

E.E. Mendes Pimentel

Programa O Jovem e a Mobilidade

10h

E.E. Francisco Brant

14/5

Programa Caravana

8h

E.M. Geraldo Teixeira da Costa

14h

E.E. Professor Caetano Azeredo

Programa O Jovem e a Mobilidade

8h e 10h

E.E. Alberto Delpino

19h

E.E Laura Chagas Ferreira

15/5

Programa Caravana

8h

E.M. Geraldo Teixeira da Costa

14h

E.E. Professor Caetano Azeredo

Programa O Jovem e a Mobilidade

10h

E.E. Laudieme Vaz de Melo

E.E. Paulo das Graças da Silva

19h

E.E. Engenheiro Francisco Bicalho

Palestra Mobilidade, Segurança e Cidadania

10h30

PUC Minas

Campanha de Pedestre com o Grupo Marias Bonitas

17h30

Lourdes

Apresentação da Esquete ”Ligação Interrompida” da Equipe de Artes GEDUC/BHTRANS

11h

Cidade Administrativa

16/5

Programa Caravana

8h

E.M. Geraldo Teixeira da Costa

14h

E.E. Pedro II

Programa O Jovem e a Mobilidade

10h

E.E. Pedro II

14h e 19h

E.E. Manuel Casassanta

19h

E.E. Engenheiro Francisco Bicalho

17/5

Programa Caravana

14h

E.E. João Paulo

8h e 14h

E.M. Professor Lourenço de Oliveira

Programa O Jovem e a Mobilidade

10h e 14h

E.E. Padre Matias

Implantação de projeto Escola Segura e Mobilização com a Equipe de Artes GEDUC/BHTRANS

Manhã

E.M. Maria Modesta Cravo

18/5

Campanha Educativa

9h

Praça Diogo Vasconcelos

As redes sociais da BHTrans (Twitter, Instagram e Facebook) e o portal da Prefeitura irão compartilhar mensagens educativas e informar sobre as ações e os eventos relacionados ao movimento.

Índices de Belo Horizonte

Em Belo Horizonte, os números vêm apresentando queda. No ano de 2017, a frota da cidade era de 1.880.679 veículos e foram registrados 12.243 acidentes de trânsito com vítimas, que provocaram 14.490 vítimas não fatais e 121 vítimas fatais. Em média, a cada dia de 2017 ocorreram 33,5 acidentes de trânsito com vítimas e 40 pessoas sofreram algum tipo de lesão ou morreram. Comparando dados de 2016 e 2017, houve um aumento da frota de 6,8%. Os acidentes reduziram em 1,9%; com vítimas não fatais a queda foi de 2,9% e com vítimas fatais caiu 10,4%.

Indicadores de segurança no trânsito

A utilização de dispositivos eletrônicos de fiscalização associada a outras ações voltadas para o aumento da segurança de circulação viária, como campanhas e ações educativas, projetos e revitalização de travessias e cruzamentos, que foram implantados pela Prefeitura de Belo Horizonte, por meio da BHTrans, contribuem para a queda nos índices de acidentes.

O Movimento

O Maio Amarelo é um movimento internacional de mobilização e conscientização para a redução de acidentes e para um trânsito seguro em qualquer situação. O objetivo é tornar o tema trânsito pauta diária durante todo o mês de maio e estimular, dessa forma, a participação de toda população, empresas, governos e entidades. O amarelo é em alusão à sinalização de advertência, que simboliza atenção.

A escolha do mês de maio justifica-se por se tratar de um mês histórico para a segurança no trânsito e um marco mundial para o balanço das ações realizadas em todo o mundo. Foi no dia 11/5/2011, que a Organização das Nações Unidas (ONU) decretou a Década de Ações para a Segurança no Trânsito (2011-2020), que tem como meta a redução de 50% dos acidentes no Brasil e no mundo. No Brasil, o número de mortes no trânsito é de aproximadamente 23 por 100 mil habitantes.

Também é em maio que é realizada, desde 2013, a Semana Mundial de Segurança do Pedestre, também chamada de Campanha Zenani Mandela, em memória da neta de Nelson Mandela, vítima fatal do trânsito na África do Sul em 2010, com apenas anos.

Author: Jornaldacomunidade

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *